Dias Felizes

Sexualidade

Faria amor no primeiro encontro?

Entre química, desejo, ousadia, a promessa de uma relação estável ou a mera promiscuidade, fica a dúvida... Você seria capaz?

Saúde e Bem-estar

Saúde

Imprimir

Lentes de Contacto

Seja para ver melhor ou para mudar a cor dos olhos, as lentes de contacto estão hoje muito mais acessíveis do que há alguns anos, tanto no preço como na facilidade de adaptação para quem as experimenta. Há, no entanto, cuidados a ter em conta para prevenir inflamações.

Hidrófilas ou semi-rígidas?
Existem dois tipos de lentes de contacto: as semi-rígidas e as hidrófilas. Ambas são indicadas para corrigir quase todos os problemas de visão. A principal diferença é que as hidrófilas são mais flexíveis e a adaptação é mais fácil do que com as semi-rígidas.
Há lentes hidrófilas descartáveis (diárias, quinzenais e mensais) e não descartáveis que duram cerca de dois anos.

Irritações oculares
As lentes tornam a córnea mais sensível, o que facilita o aparecimento de irritações. Acontece, por vezes, a interposição de um corpo estranho (maquilhagem, por exemplo) entre a lente e a córnea. Ao movimentar o olho é possível danificar a córnea. No entanto, é uma situação rara. Mais comum é as lentes prejudicarem a oxigenação dos olhos. É importante retirar as lentes para dormir e não as usar mais que dez horas consecutivas por dia. Se verificar a existência de algum tipo de irritação, retire imediatamente as lentes e substitua-as pelos óculos (quem usa lentes graduadas deve ter sempre um par de óculos de reserva).

Lentes na água?
Deve ser evitado o contacto das lentes com água porque quer o sal quer o cloro potenciam inflamações oculares. Mas também porque nestas circunstâncias é muito mais fácil perder as lentes.

Soluções de limpeza
O importante cumprir as regras de limpeza das lentes para assegurar a sua correcta utilização e manutenção. As soluções peróxidas e salinas são mais indicadas para as lentes não descartáveis que requerem uma limpeza mais a fundo. No entanto, a solução que tem mais adeptos é a solução única. É, sem dúvida, a mais prática. Com o mesmo produto pode limpar, enxaguar, desinfectar e lubrificar as lentes.


Auto-vigilância
Além das revisões periódicas efectuadas pelo oftalmologista ou optometrista, que verificarão a integridade das lentes, a sua correcta adaptação e a saúde ocular, quem usa lentes deve verificar diariamente três pontos:
Aspecto dos olhos. Veja ao espelho se os olhos se os olhos se apresentam com aspecto normal ou se, pelo contrário, estão com aspecto avermelhado apresentando-se os vasos sanguíneos injectados.
Visão. Escolha um alvo a alguma distância e, fechando ou tapando um dos olhos, verifique se o outro olho tem visão normal.
Conforto. As lentes após o desconforto inicial ao serem adaptadas, devem ser usadas sem incómodo ao ponto de se "esquecer" que as está a usar. Algum incómodo após antes ter usado a lente com conforto, pode ser sinal de algum problema.
Se um ou mais destes pontos não está correcto (bom aspecto, bom conforto e boa visão), algo está mal. Pode ter apenas um corpo estranho debaixo da lente, ou a lente suja. Tire-a e lave-a bem.
Se após lavar e enxaguar bem a lente, verificar o seu bom estado, e ter a certeza de que a está a colocar do lado correcto, o problema persiste, será melhor retirar ambas as lentes e consultar um especialista.


 
Expoquintas
Directório IOL:
Comprar Carro Usado Carros Usados |  Motor IOL |  Autocomércio |  Casas |  Emprego |  Classificados
Media Capital | Prisa